Estado de Goiás

Conselho Universitário homologa resultado da eleição na UEG  

A 64ª Plenária do Conselho Universitário (CsU) homologou ontem, 9, por unanimidade, na Sala de Reuniões da Reitoria, em Anápolis, o resultado da eleição para reitor e vice-reitora da Universidade Estadual de Goiás, ocorrida no último dia 26 de setembro, quando a chapa Haroldo Reimer-Valcemia Novaes obteve 91,49% dos votos válidos.

O Conselho Universitário deliberou ainda sobre a relação da UEG com fundação de apoio, pauta também aprovada pelos conselheiros que analisaram o regulamento proposto. Segundo o reitor Haroldo Reimer, que presidiu o CsU, o regulamento deve ser apresentado até a próxima semana em dois ministérios em Brasília, para que a UEG seja credenciada junto a fundações de apoio. 

Os itens que tratariam da regulamentação das atividades de pesquisas na UEG e sobre o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Estágio (NEPE) foram retirados da pauta e substituídos por dois outros assuntos: eleição de coordenador de curso e promoção na carreira do magistério. O reitor sugeriu - e os conselheiros acataram -, que a Comissão Eleitoral Central criada para tratar da eleição para reitor fique responsável também pela eleição de coordenador de curso. Com relação à promoção na carreira do magistério, foi criada uma comissão que deverá receber sugestões, propostas e críticas e, posteriormente, apresentá-las ao Conselho Universitário para análise e deliberação.

Reunião Administrativa
Pela manhã, o reitor comandou reunião administrativa que reuniu a vice-reitora, os pró-reitores, diretores de unidades universitárias, gerentes e coordenadores. Haroldo Reimer aproveitou para, mais uma vez, agradecer o apoio e os votos recebidos na eleição do dia 26 de setembro. "Ficamos muito honrados, alegres e muito mais desafiados. Os votos recebidos são um indicativo de esperanças para que façamos a UEG trilhar nos caminhos da excelência", disse. O reitor salientou que o mandato que deve ter início em novembro não terá caráter de salvador da pátria, mas "trata-se de um trabalho corporativo para ajudar a Universidade a crescer em qualidade". O reitor destacou as duas propostas de mestrado aprovadas recentemente pela CAPES e explicou que outras devem ser avaliadas e, possivelmente, ainda este ano possam ser aprovadas. Ao lembrar de projetos aprovados pela CAPES que que devem liberar recursos na ordem de R$ 143 mil para laboratórios de duas unidades universitárias (Anápolis-UnUCSEH e Iporá), o reitor conclamou a todos a buscar recursos nas agências de fomento. "Temos muitas possibilidades e devemos apresentar bons projetos às agências de fomento", sugeriu.


A gerente de Avaliação Institucional, Jandernaide Lemos, aproveitou a reunião para pedir aos diretores que divulguem em suas unidades a autoavaliação que está em curso na UEG até o próximo dia 31 de outubro. A gerente explicou a importância do processo e deu orientações de como o questionário - disponível no site da Universidade - pode ser respondido pela comunidade acadêmica (professores, alunos e servidores técnico-administrativos).

A formulação de processos foi um dos assuntos discutidos no encontro pela pró-reitora de Planejamento, Gestão e Finanças, Sueli Freitas. Segundo ela, uma equipe da Pró-Reitoria está percorrendo as unidades ministrando curso de qualificação para gestores, professores e servidores técnico-administrativos, com o objetivo de melhorar a montagem e andamento dos processos. Sueli também abordou sobre assuntos como transporte, diárias e uso de telefones móvel e fixo e ainda sobre o Plano de Ação Integrada de Desenvolvimento (PAI), do Governo do Estado.

Notícia publicada em 10/10/2012
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás